Como Dorival conquistou os jogadores do elenco do São Paulo?

Depois de pouco mais de um mês de trabalho, Dorival Júnior está transformando a maneira de jogar do São Paulo. Com ótimos resultados até então, o comandante mudou completamente o clima no CT da Barra Funda após a saída de seu antecessor, Rogério Ceni.

De  acordo com informações divulgadas pela página GOAL, algumas questões foram fundamentais para ele conquistar o grupo de uma maneira tão rápida: a flexibilidade e abertura com os jogadores para discutir assuntos táticos, a forma de lidar com problemas internos, além do respaldo e respeito aos jovens. 

A reportagem do site citado entrou em contato com diversos atletas, e há um consenso de que Dorival é mais aberto para discutir questões táticas junto ao plantel. Ele costuma ouvir a opinião do grupo neste aspecto durante os treinamentos. Além disso, costuma consultar os próprios atletas quando pretende realizar alguma mudança no time titular, em relação a potenciais substitutos e a forma de atuar mediante ao adversário. 

Por enquanto, o comandante não passou por nenhum problema interno de vestiário, mas sempre mostrou muita calma e tranquilidade para solucionar algumas questões. Por isso, é melhor avaliado neste quesito quando comparado com Rogério Ceni, que era mais “esquentado”. O atual treinador tem uma boa gestão de seus comandados.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Uso da base e rodízio no elenco

Outro assunto abordado foi a forma com que ele lida com as categorias de base, algo que se tornou marcante dos trabalhos de Dorival ao longo dos anos. Ele integra alguns jovens no elenco principal para treinar no CT da Barra Funda, mas prega cautela, para não pular etapas e acabar “queimando “ o jovem. 

Dentro de campo, o trabalho tem tido resultados além do esperado. Desde que Dorival Júnior foi contratado, no dia 20 de abril, o Tricolor vem em uma crescente, tanto na parte futebolística quanto na mental.

 A defesa vem sendo um dos principais aspectos positivos, mas a força ofensiva também não deixa a desejar. Em meio a isso, o treinador vem dando chances a todos os atletas em meio a um rodízio de elenco, visto o calendário apertado, e três competições simultâneas a serem jogadas (Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Sul-Americana).