Com possível saída do Palmeiras, Crefisa pode patrocinar o São Paulo

O Palmeiras tem o patrocínio da Crefisa garantido até o final de 2025, data de encerramento do contrato. Segundo a presidente Leila Pereira, ela abrirá concorrência de patrocínio a partir de então. Vale lembrar que ela é dona da Crefisa e da Faculdade das Américas.

“Este patrocínio da Crefisa e FAM vai até dezembro de 2024 e vamos fazer, sim, uma concorrência – diz a presidente.Se a Crefisa ou FAM tiverem interesse em cobrir estas propostas, quem vai decidir não vai ser a Leila. Sou candidata, mas não sei se vou ser eleita. Se a Crefisa tiver interesse em cobrir propostas, o clube tem o COF, vou submeter a eles”, confirmou, em entrevista coletiva recente.

Antes de acertar com o Palmeiras, a Crefisa chegou a negociar com o São Paulo, que na época era presidido por Carlos Miguel Aidar, afastado do cargo devido aos escândalos de corrupção. Houve a preferência pelo Alviverde, que conseguiu fechar um acordo rentável para o clube.

De fato, há uma expectativa dos torcedores para o clube conseguir um patrocínio como o do grande rival, já que querendo ou não, acabou mudando a equipe de patamar. Nos últimos anos, Palmeiras brigou por todas as competições. 

Em entrevista concedida ao jornalista Jorge Nicola ainda em outubro do ano passado, o presidente Julio Casares foi questionado sobre a possibilidade de fechar com a Crefisa. O mandatário do São Paulo rasgou elogios a Leila Pereira, e disse que o negócio poderia acontecer caso ela não fosse reeleita no cargo de presidente do Palmeiras.

“A Leila é uma grande executiva do mercado empresarial, uma grande presidente. Acredito que tem toda a chance do mundo de ser reeleita, então não vejo essa possibilidade. Mas as marcas que ela representa são marcas de mercado. Se não estiver na camisa do Palmeiras, poderá estar em um veículo de televisão, no seu canal de internet ou em outro clube, por que não?”, iniciou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Com reeleição de Leila, acordo fica cada vez mais distante

Casares deixou claro que enxerga sua reeleição como algo natural e provável, desta forma, tirando qualquer possibilidade da empresa “pular o muro” e fechar um acordo com o Tricolor.

“Agora, acredito muito que ela consiga a reeleição. Ela é uma presidente firme, que tem propostas. Para o futebol, ela tem ‘Posicionamentos’ que eu acho importantes. Claro, se a Crefisa ou a FAM não estiverem mais na camisa do Palmeiras, poderemos ter uma proposta de propriedade em nossas plataformas e não necessariamente a camisa”, concluiu Casares.