Cicinho superou vício terrível para fazer sucesso no SBT

Cria das divisões de base do Botafogo-SP, Cícero João de Cézare, o Cicinho, marcou seu nome na história do São Paulo. Contratado no início de 2004 após passagens por Atlético Mineiro e Botafogo, o então lateral-direito faria parte de um dos times mais vitoriosos do Tricolor, sendo campeão da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes.

O sucesso no Morumbi fez com que a porta da Seleção Brasileira se abrisse e clubes europeus se interessaram pelo seu futebol. Poucos dias após ser campeão mundial pelo São Paulo, Cicinho foi contratado pelos ‘Galáticos’ do Real Madrid para atuar ao lado de craques como Ronaldo, Zidane, Figo, Beckham e Roberto Carlos.

Mas a ida para a Europa não saiu como o esperado e Cicinho se viu em meio ao vício do álcool. Segundo ele próprio, sua relação com a bebida interferia no dia a dia, uma vez que ele não conseguia dormir se não estivesse embriagado. Sem sucesso tanto no Real quanto na Roma, ele retornaria ao São Paulo em 2010.

Algo que seria a sua salvação: “Em 2010 eu ia parar de jogar futebol, vim para o São Paulo para poder encerrar a carreira, não me via mais com objetivos dentro de campo. O que me fez mudar de ideia foi que eu procurei ajuda, o São Paulo me ajudou, especialistas me ajudaram, aquilo ali tinha me tirado do prazer de jogar futebol”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ex-alcoólatra, Cicinho ainda defenderia as cores de Villarreal, Sport Recife, Sivasspor e Brasiliense antes de pendurar as chuteiras em 2018. Longe dos gramados, o ídolo são-paulino encontrou na televisão o seu novo lar. Desde outubro de 2020, o ex-lateral faz sucesso como comentarista do programa Arena SBT na emissora de Silvio Santos.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.