CBF toma atitude polêmica e é detonada

Depois de anos sem o devido reconhecimento, o futebol feminino vem ganhando cada vez mais influência no Brasil. O próprio São Paulo vem lutando com unhas e dentes na modalidade, disputando com as melhores equipes do país em todas as competições disputadas. 

Apesar disso, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou uma medida recente que acabou irritando os fãs de futebol. Segundo informações divulgadas pela ESPN Brasil, a entidade investiu um valor quatro vezes menor na modalidade quando comparada a Série D do Campeonato Brasileiro masculino.

A verba destinada ao futebol feminino em 2023 foi de R$ 23 milhões, enquanto a quarta divisão masculina recebeu um aporte de R$ 85 milhões, ou seja, praticamente quatro vezes mais.

CBF vem lucrando mais nos últimos anos

Ednaldo Rodrigues assumiu o cargo de presidente da CBF em 2021. No mesmo ano, a entidade faturou R$ 869 milhões, e dois anos depois, conseguiu um recorde de arrecadação. Em 2023, a CBF garantiu uma receita de R$ 1,71 bilhão, algo jamais visto anteriormente. Apenas o Flamengo encheu mais os cofres do que a entidade.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O lucro também cresceu consideravelmente, passando de R$ 69 milhões em 2021 para R$ 238 milhões no ano passado. Uma série de fatores ajudaram a alcançar esses números, como o corte de gastos administrativos promovidos pela entidade.

Apesar disso, os valores recebidos por patrocinadores acabaram caindo, muito em conta do desempenho abaixo do esperado da Amarelinha. O faturamento em 2021 oi de R$ 575,5 milhões, e em 2023, o montante caiu para R$ 528 milhões.