CBF não volta atrás e São Paulo será proibido de inscrever novos jogadores

O São Paulo conseguiu montar um elenco com reais chances de brigar por ainda mais títulos nesta temporada. Mesmo assim, o campeão da Copa do Brasil e da Supercopa não conseguirá inscrever novos atletas para os torneios, pelo menos até o começo de julho.

Em decisão da CBF, foi acordado que a entidade brasileira não irá alterar a data limite para a inscrição de novos jogadores. Ou seja, os clubes, incluindo o Tricolor do MorumBis, só poderão realizar tal ação até esta quinta-feira (7).

Depois de trazer o atacante André Silva para ser uma “sombra” e reserva imediato de Jonathan Calleri, o São Paulo ainda tinha alguns alvos no mercado da bola. O clube estava em busca de um zagueiro canhoto habilidoso, visando suprir a ausência de Lucas Beraldo, vendido ao Paris Saint-Germain, da França, e um lateral-esquerdo, já que a situação de Welington está indefinida (contrato acaba no final do ano), e Patryck ainda não tem a experiência necessária para ser titular.

CBF quis igualar janela europeia

A princípio, o SPFC não teria problemas de inscrição no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Contudo, a federação optou por igualar o período da janela de transferências da Europa, abrindo o mercado no dia 10 de julho e fechando em 2 de setembro.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Vale destacar que tal ação foi um pedido dos próprios clubes brasileiros, visando contratar jogadores do exterior no mesmo período em que os times de fora também estivessem com tempo para negociá-los. Isso porque a realização de transferências com o calendário em andamento são mais complicadas, pensando na reposição das peças.