CBF DIZ NÃO e acaba com sonho de torcedores do São Paulo

No próximo dia 4 de fevereiro, São Paulo e Palmeiras entrarão em campo para definir o grande campeão da Supercopa do Brasil, torneio de final única disputado entre o vencedor do Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. O estádio escolhido para sediar o Choque-Rei foi o Mineirão, em Belo Horizonte.

Nesta quarta-feira (17), foi divulgada uma imagem pelo  site da Bilheteria Digital, responsável pela venda de ingresso, na qual mostrava os setores de cada torcida no estádio. Contudo, além das cadeiras atrás dos gols, que estavam designadas para as organizadas de SPFC e Palmeiras, estava escrito que haveria um setor misto.

Como esperado, a decisão dividiu opiniões. Uma parte dos torcedores até gostou da ideia, uma vez que há o desejo de parar a violência no esporte e mostrar que as duas torcidas podem conviver juntas para, quem sabe, retornar a disputar clássicos em São Paulo com os fãs dos dois times no mesmo estádio. Além disso, há famílias que iam ao jogo e torcem para times diferentes, o que os deixaria juntos sem problemas.

Porém,  segundo divulgação do UOL, isso não deve acontecer. A CBF confirmou ao portal citado que não haverá torcida mista. O setor roxo, por exemplo, poderá ter duas torcidas, mas cada uma vai para o seu “lado”, que será separado ao meio pela Polícia Militar de Minas Gerais.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Como não é surpresa, São Paulo não pode receber clássicos com duas torcidas desde 2016, o que obrigou a CBF a realizar a partida em outro local. Outros estádios foram considerados, como o Maracanã, no Rio de Janeiro, o Mané Garrincha, em Brasília, e o Parque do Sabiá, em Uberlândia.