CBF define o novo treinador da seleção brasileira 

De acordo com apurações da TV Globo a CBF já tem um acerto encaminhado com o italiano Carlo Ancelotti, para assumir o comando da seleção brasileira. A informação, no entanto, é de que o treinador exercerá o cargo somente após o cumprir o seu contrato com o Real Madrid.

Ancelotti tem vínculo com o clube merengue até junho de 2024 e, portando, esperaria um ano para ser apresentado pela seleção brasileira. Há ainda uma expectativa de que o técnico chegue à Canarinho em seis meses, dependendo do desempenho do Real Madrid nas competições.

A Globo informou que a CBF realizará o pronunciamento da contratação de Ancelotti nos próximos dias, bem como os moldes da transição. 

Vale ressaltar que a seleção brasileira está sem um treinador fixo desde a saída de Tite, após a Copa do Mundo. Em 2023 o técnico Ramon Menezes, que comanda a seleção sub-20, é quem está sendo o encarregado por convocar e treinar o elenco do time principal do Brasil. Ramon, inclusive, deve permanecer como interino até a chegada de Ancelotti.

Seleção brasileira tira peso das costas do São Paulo

A escolha da CBF por Ancelotti tira um peso das costas da diretoria do São Paulo. Isto porque o técnico Dorival Júnior era um dos cotados para assumir a seleção brasileira. Vivendo uma boa fase sob o comando do Tricolor, o treinador despertou o interesse do presidente Ednaldo Rodrigues, mas foi pautado como plano B, em caso de rejeição do italiano.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Com isso Dorival permanece no São Paulo e tentará concluir o seu objetivo que é erguer algum título pelo clube, nesta temporada. Atualmente o Tricolor está nas oitavas de final da Copa Sul-Americana, quartas de final da Copa do Brasil e oitavo lugar do Campeonato Brasileiro.