CBF bate de frente com São Paulo e Palmeiras

Nesta quarta-feira (15), a CBF anunciou de forma oficial a suspensão do Campeonato Brasileiro. As rodadas 7 e 8 da competição serão disputadas futuramente por conta das chuvas no Rio Grande do Sul. No total, 15 clubes se mostraram a favor da paralisação dos jogos. Segundo o UOL Esporte, apenas Flamengo, Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Red Bull Bragantino não se mostraram a favor. 

Vale destacar que a pausa serve somente para o Brasileirão, já que as demais competições, como a Copa do Brasil, seguem sem alterações (a não ser o adiamento dos jogos dos times gaúchos). A CBF aproveitou para dizer que está empreendendo todos os esforços, no âmbito nacional e internacional, que estão ao seu alcance para colaborar com o povo gaúcho”.

O São Paulo tinha jogo marcado para a próxima segunda-feira (20), diante do Cruzeiro, às 20h (de Brasília), no Morumbis. O próprio clube já divulgou que a partida será disputada em outra data a ser definida pela CBF. O outro duelo seria contra o Internacional, no Beira-Rio.

Por hora, a paralisação geral do Campeonato Brasileiro durará até o dia 27 deste mês. Até lá, os clubes irão analisar a situação do Rio Grande do Sul junto à própria entidade. Vale destacar que o torneio não irá parar durante a Copa América para iniciar em 20 de junho com término em 14 de julho.

Clubes gaúchos como Internacional, Grêmio e Juventude já tiveram suas partidas adiadas (duas rodadas). Os mesmos pediam pela paralisação geral desde o início, e agora receberam apoio dos demais times da primeira divisão. 

Confira a nota da CBF

Nos últimos dias, o Brasil se viu radicalmente afetado por uma tragédia ambiental sem precedentes na história, que impactou diretamente milhões de pessoas no Estado do Rio Grande do Sul e, por conseguinte, o futebol praticado no Brasil.

Nesse sentido, não se pode olvidar que o esporte e a sociedade caminham concomitantemente, não podendo se separar ainda mais em um momento tão difícil para a população brasileira.

Sendo assim, a CBF, como entidade nacional de administração do desporto, se solidariza com cada vítima desse evento catastrófico, ressaltando que está empreendendo todos os esforços, no âmbito nacional e internacional, que estão ao seu alcance para colaborar com o povo gaúcho nessa drástica crise através de ações e iniciativas, sem prejuízo de outras que ainda serão desenvolvidas, caso necessário.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Desse modo, após consultar os 20 clubes participantes da Série A do Campeonato Brasileiro e receber o pedido de 15 equipes pela suspensão da competição até o dia 27 de maio, a CBF reitera o compromisso público assumido de transparência e diálogo pela atual gestão e suspende as rodadas 7 e 8 do certame.

Os clubes que pediram a suspensão da competição são:(1) Atlético Clube Goianiense;(2) Atlético Mineiro SAF;(3) Club Athletico Paranaense;(4) Criciúma Esporte Clube;(5) Cruzeiro Esporte Clube SAF;(6) Cuiabá Esporte Clube SAF;(7) Esporte Clube Bahia SAF;(8) Esporte Clube Juventude;(9) Esporte Clube Vitória;(10) Fluminense Football Club;(11) Fortaleza Esporte Clube;(12) Grêmio Football Porto Alegrense;(13) SAF Botafogo;(14) Sport Club Internacional;(15) Vasco da Gama SAF.Tal decisão foi baseada também no pedido feito pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF), que encaminhou e endossou o pleito dos seus clubes filiados.

A CBF informa também que a reunião do Conselho Técnico Extraordinária da Série A está mantida para o dia 27 de maio. Na conferência, os clubes vão deliberar sobre aspectos técnicos das competições bem como a situação de registro e transferência de atletas, questões jurídicas com relação aos acessos às competições internacionais como Libertadores, Sul-Americana e Mundial de Clubes e questões de direitos de transmissão e patrocínios.

Os presidentes das 10 federações com clubes envolvidos na competição também estão convidados a participar.

As demais competições seguem sem alteração na programação, exceto os jogos dos clubes gaúchos que estão suspensos até o dia 27 de maio.