Caso Antony tem novidades após polícia tomar atitude


Embora tenha retornado as atividades rotineiras do Manchester United, Antony continua sendo investigado. De acordo com informações divulgadas pelo portal UOL, a ex-namorada Gabriela Cavallin entregou seu celular à  5ª Delegacia de Defesa da Mulher, em São Paulo, para passar por perícia. 

Apesar de ter pedido o aparelho do atleta, o atacante ainda não o entregou as autoridades. Cerca de 15 testemunhas já foram ouvidas para a apuração completa do caso de violência de agressão.

O brasileiro contratou peritos e também formulou um documento apontando inconsistências na versão da ex-namorada.  A policia do Brasil está em contato com as autoridades inglesas para, juntos, chegarem a uma conclusão. Uma média que prestou atendimento a Gabriela no inicio do ano passado foi intimada para prestar depoimento 

“Sinto todos os dias um sentimento ruim, fico apreensiva e ansiosa com tudo. Ele com certeza tem motivos para não entregar o celular”, disse Gabriela ao UOL.

Confira o que as autoridades disseram sobre o caso

Enquanto isso, a Secretaria  de Segurança Pública de São Paulo alega que “as investigações prosseguem, sob segredo de Justiça, por meio de inquérito policial instaurado pela 5ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). (…) Detalhes serão preservados para garantir autonomia ao andamento dos trabalhos”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O comunicado da polícia foi: “Estamos cientes das acusações feitas, e investigações seguem em andamento para estabelecer as circunstâncias em torno dessa ocorrência. Não faremos comentários adicionais neste momento”.

Antony continua jogando pelo Manchester United, apesar de não ter sido mais chamado para a Seleção Brasileira. Sua má fase continua no clube inglês, que pode negocia-lo após o final desta temporada.