Carpini revela porque DISSE NÃO a proposta do Santos

Escolhido como sucessor de Dorival Júnior no São Paulo, Thiago Carpini conquistou seu primeiro título neste domingo (4), quando o Tricolor bateu o Palmeiras no Mineirão e se sagrou campeão da Supercopa do Brasil. Antes mesmo de assumir o time do Morumbis, o treinador rejeitou duas propostas.

Em entrevista ao programa Boleiragem, do SporTV, Carpini revelou que chegou a negociar com Cruzeiro e Santos. Ambos estavam à procura de um novo treinador, e se interessaram pelo jovem de 39 anos, que havia feito um ótimo trabalho no Juventude.

Segundo o técnico de 39 anos, as negociações com o clube mineiro não foram para frente, enquanto o Santos chegou a enviar uma oferta, mas ele mesmo não se mostrou confiante para assumir o time da Vila Belmiro.

“O Cruzeiro eu tive umas duas conversas com o pessoal, mas não chegaram a oficializar uma proposta. Caminhou para uma situação, mas não aconteceu. O Santos, sim, oficializou, mas eu penso que o próximo passo da carreira tem que ser muito bem pensado. Não posso agir na emoção por ser o Santos, com essa camisa, essa história”, iniciou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Momento do Santos não agradou Carpini

Carpini deixou claro que respeita o clube, mas o momento atual não era o ideal. Vale lembrar que o Santos foi rebaixado para a Série B pela primeira vez em sua história, e agora conta com Fabio Carille para tentar o acesso a elite novamente.

“O momento que vive o Santos talvez não seria para mim. Não me senti seguro em relação ao projeto, às perspectivas, diferente do Carille, que aguentaria talvez 4 ou 5 porradas, e eu lá jovem, que era da Série B e tal”, disse Carpini.

Ao contrário do que sentiu com o Santos, ele aceitou o projeto do São Paulo,que já estava em uma crescente. Vale lembrar que o time foi campeão da Copa do Brasil pela primeira vez em sua história.

“Essa segurança eu senti no São Paulo, então era o momento, a hora, o projeto. A gente vem de um bom trabalho em 2023, diferente do Santos, que estava no pior momento da história”, finalizou Carpini.