Carpini pode voltar a trabalhar no São Paulo

Thiago Carpini chegou ao São Paulo no início de janeiro para ser o substituto de Dorival Júnior. O experiente treinador deixou seu cargo após aceitar o convite da CBF e se tornar o comandante da Seleção Brasileira. Apesar das expectativas, Carpini sucumbiu à pressão da torcida e foi demitido.

Os maus resultados começaram a aparecer e o Tricolor não conseguiu mais render dentro de campo. Mesmo assim, Carpini acumulou feitos em sua curta passagem pelo Morumbi. Quebrou o tabu em Itaquera e venceu o Corinthians na Neo Química Arena, além de ter sido campeão da Supercopa Rei em cima do Palmeiras.

Em entrevista recente ao programa “Último Lance”, da TNT Sports, o coordenador técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, falou sobre a situação de Carpini. Segundo ele, a renovação dos treinadores brasileiros acaba pecando na falta de experiência de alguns, como no caso do comandante de 39 anos. Junto a isso, ele não descartou a possibilidade dele voltar ao Tricolor no futuro. 

“Até disse a ele, vai dar uma volta por aí, vai dirigir bastante times e aí um dia quem sabe um dia, você não volta. Aconteceu comigo também, eu dei uma volta de 10 anos para voltar no São Paulo”, comentou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

SPFC queria Pezzolano antes de Carpini

Muricy também revelou que antes da contratação de Thiago Carpini, a diretoria estava muito interessada no uruguaio Paulo Pezzolano, que comanda o Real Valladolid, da segunda divisão da Espanha. Entretanto, a multa rescisória era alta demais para o SPFC. 

“(…) Nós conversamos com Pezzolano, por exemplo. Fizemos uma entrevista muito legal, treinador muito capacitado. Só que a multa era altíssima, não dava para gente“, revelou.