Carpini acaba de ser avisado e terá que encarar fantasma do São Paulo

Pela primeira vez desde 2021, o São Paulo voltará a jogar uma Libertadores da América. O Tricolor garantiu sua vaga na fase de grupos depois de vencer a Copa do Brasil do ano passado.

O Tricolor fará a estreia na edição deste ano nesta quinta-feira (4), as 21h, diante do Talleres. A partida será no Estádio Mario Alberto Kempes, localizado em Córdoba, na Argentina.

O local é bem conhecido pelo torcedor são-paulino, uma vez que foi o mesmo local em que o Tricolor perdeu por 2 a 0 para o Independiente Del Valle, pela final da Copa Sul-Americana, em novembro de 2022. Na ocasião, a equipe era comandada pelo técnico Rogério Ceni.

Agora, pouco mais de um ano depois, o jovem Thiago Carpini, de 39 anos de idade, terá que encerrar o ciclo negativo do Tricolor em Córdoba.  A missão não será fácil, já que o comandante vem sendo bastante pressionado pela torcida desde a eliminação precoce no Campeonato Paulista.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Contudo, a diretoria do clube optou por mantê-lo no cargo neste momento, já que ele também recebeu apoio dos próprios jogadores do elenco, assim como Lucas Moura, Rafinha, entre outros.

Carpini pode ser demitido antes da segunda rodada

Apesar do apoio interno, a pressão existe. Ele não é mais uma unanimidade entre alguns conselheiros, e uma derrota diante do Talleres pode significar o fim da passagem de Carpini pelo MorumBis.

Ele pode ou não estar no comando da equipe na próxima quarta-feira (10), quando o SPFC volta ao MorumBis e recebe o Cobressal, do Chile, pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores.