Campeão do Mundo é oferecido para assinar com o São Paulo

Garantido na Libertadores de 2024, a diretoria do São Paulo está atenta ao mercado da bola e em busca de possíveis nomes para reforçar o elenco comandado pelo técnico Dorival Júnior. Diversas conversas estão em andamento, e o objetivo é fechar o elenco para a disputa do Campeonato Paulista.

Uma das prioridades do Tricolor é a contratação de um centroavante. O time precisa de um atleta que consiga ser uma sombra e um substituto direto a Jonathan Calleri, que é titular absoluto e peça fundamental da equipe.

O argentino acabou tendo que realizar uma cirurgia no final do ano, e Erison preencheu sua vaga. Contudo, o brasileiro não rendeu o esperado, e não terá seu empréstimo renovado junto ao Botafogo, obrigando o SPFC a ir atrás de opções no mercado.

Diversos nomes foram especulados no time de Dorival Júnior, como Pedro Raul, que chegou a aceitar uma redução salarial para vir ao Morumbi, mas não conseguiu a liberação do Toluca. O clube mexicano só aceita negociá-lo em definitivo, algo que o SPFC não tem interesse. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

SPFC pode acionar plano B no ataque?

Com poucas opções viáveis no mercado, o nome de Luiz Adriano, do Internacional, foi oferecido a diretoria do São Paulo através de intermediários. O atleta tem 36 anos e não está nos planos futuros do Colorado.O atleta é ídolo da torcida, já que conquistou o Mundial de Clubes de 2006 com a equipe, derrotando o Barcelona na final.

Apesar de ainda ter seis meses restantes no contrato, o Inter está disposto a liberá-lo de graça ao Tricolor. Todavia, apesar de todas as vantagens econômicas, o clube paulista não se mostrou muito interessado no atleta de 36 anos. A informação foi divulgada pelo portal Bolavip Brasil.

Nesta temporada, Luiz Adriano atuou em 46 partidas pelo Internacional, acumulando sete gols marcados e quatro assistências distribuídas. Ainda segundo a fonte citada, o destino mais provável para o atleta é o Santos, recém rebaixado à Série B do Brasileirão