Calleri recusa proposta para deixar o São Paulo

Na tarde desta quarta-feira (31),  Jonathan Calleri recebeu um contato do River Plate, da Argentina, para realizar uma consulta sobre sua situação no São Paulo. De acordo com informações divulgadas pelo portal Terra, o centroavante descartou uma mudança e quer ficar no Tricolor.

Por outro lado, a diretoria do clube garantiu que não recebeu nenhuma proposta até o momento pelo atleta, tanto do próprio River ou de outros clubes, como dos Estados Unidos e México, como foi reportado no começo do ano.

A ideia do argentino é fazer ainda mais história pelo SPFC. Depois de retornar em 2021, foi vice-campeão Paulista e da Copa Sul-Americana em 2022, mas triunfou após o título da Copa do Brasil de 2023. Recentemente, marcou um dos gols da vitória por 2 a 1 em cima do Corinthians, quebrando o tabu na Neo Química Arena.

Calleri se identificou muito com o clube em sua primeira passagem, em 2016. Passou por alguns clubes europeus, mas sem tanto destaque individual. Seus empresários possuíam muita influência em sua carreira.

O jogador está ciente de que tem o poder de controlar o que quer ou não fazer dentro do futebol neste momento. Justamente por isso, ele entende que o melhor que ele pode fazer é ficar no Tricolor, onde é tratado como um dos xodós e ídolos da torcida.

SPFC quer renovar com Calleri

Atualmente, o argentino possui contrato válido até dezembro de 2025. Segundo o Terra, a diretoria já entrou em contato para iniciar as conversas de uma possível renovação. Ainda existem alguns valores que o clube deve a ele (luvas e bônus), mas que deverão ser quitados após criação de um cronograma.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

 “Entrar na história é sair campeão da Copa do Brasil. Hoje foi um bonito jogo, o Corinthians não vem muito bem e conseguimos a vitória. Parabéns a todo mundo, a gente acreditava demais. Parabéns a todo mundo que representa o São Paulo, a torcida que sempre nos apoia, a comissão, todo mundo que trabalha para o São Paulo estar melhor. Tomara que o São Paulo faça o que fez 15 anos atrás, que seja campeão normalmente, que todo mundo que está aqui fique contente de vestir essa camisa, para todos nós é um privilégio”, disse, após a partida contra o Corinthians.