Calleri não se cala depois de ter gol anulado

Nesta quinta-feira (13), o São Paulo foi a Santa Catarina e não saiu do zero a zero contra o Internacional, pela oitava rodada do Campeonato Brasukeuro. Por conta das chuvas no Rio Grande do Sul, o Beira-Rio não tinha condições de receber o duelo, que acabou sendo disputado no Heriberto Hulse, em Criciúma.

O duelo foi bastante truncado na primeira etapa, sem muitas chances de gols para ambos os lados. O Inter tinha dificuldade em atacar a defesa são-paulina, enquanto o Tricolor não conseguia sair em velocidade nos contra-ataques e abusava das bolas longas.

A equipe comandada pelo técnico Luis Zubeldía se transformou após o intervalo. Com pouco mais de sete minutos do segundo tempo, Lucas deu uma “tacada de sinuca” na cabeça de Calleri, que empurrou para o fundo das redes. Entretanto, o bandeira acabou assinando impedimento, que acabou sendo confirmado posteriormente pelo VAR. 

A marcação irritou os torcedores são-paulinos, que acreditam que o atacante argentino não estava em posição irregular. Por sinal, o próprio Calleri se pronunciou sobre o ocorrido. Através de sua conta oficial no Instagram, o argentino publicou uma imagem de uma câmera oposta do lance junto a dois emojis de dúvida, ironizando e cuidando da marcação do VAR.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Zubeldía fala sobre o VAR

Durante a entrevista pós-jogo, o técnico Luis Zubeldía comentou sobre a marcação polêmica do VAR. O argentino defendeu a utilização do árbitro de vídeo, mas questionou a anulação do gol de Calleri.

“Lamentavelmente, pela linha que traça o VAR, parece que o Calleri estava adiantado. Mas tenho a sensação de que ele estava habilitado. Sou fã do VAR, mas gostaria que não começassem a traçar a outra linha com a primeira traçada. Creio que uma pincelada para um lado ou clique para o outro, determina tudo. Mas é uma opinião de alguém que não sabe tanto do VAR”, disse o treinador.