Brasileiro comprou briga com a FIFA e venceu

Natural de Natal, capital do Rio Grande do Norte, Francelino Matuzalém da Silva tem muita história para contar do alto de seus 44 anos. Revelado pelo Vitória e com passagens por Napoli, Shakhtar, Zaragoza, Lazio e Genoa, o ex-volante foi companheiro de grandes nomes do futebol como Roberto Baggio e Miroslav Klose.

Contemporâneo e adversário de outras estrelas como Ronaldo Fenômeno, Del Piero, Totti, Zidane e Seedorf, o brasileiro chamou a atenção não só por seu talento dentro de campo, mas também por derrotar a toda poderosa FIFA fora dele. Tudo graças a sua polêmica transferência para o futebol espanhol na temporada 2007-08.

Na época, Matuzalém foi condenado a pagar 12 milhões de euros (R$ 29,1 milhões) por ter rompido unilateralmente seu vínculo com o Shaktar Donestk, da Ucrânia, para se tornar reforço do tradicional Zaragoza. A transferência foi considerada irregular pela entidade e rendeu uma grande dor de cabeça para o então jogador.

Um ano depois, o volante ainda não havia realizado o pagamento e foi multado novamente. Por fim, ainda recebeu uma ameaça por parte da FIFA: caso a quantia não fosse paga, ele seria banido do esporte. A ideia da entidade era de reforçar a estabilidade dos contratos, desencorajando decisões de rompimento sem acordo.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Mas Matuzalém optou por ir até as últimas esferas e acionou a Corte Arbitral do Esporte (CAS) e, posteriormente, ao Tribunal Federal Suiço. Após anos e anos de brigas judiciais, o órgão considerou nula a decisão da entidade máxima do futebol mundial de proibir o jogador de continuar a atuar profissionalmente.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.