Bomba: Justiça bloqueia dinheiro de Daniel Alves

De acordo com informações divulgadas pelo Rogério Gentile, do portal UOL, a Justiça de São Paulo bateu o martelo e decretou o bloqueio de R$ 78 mil das contas bancárias de Daniel Alves. Atualmente, o jogador se encontra preso nos arredores de Barcelona, após acusação de estupro ocorrido em uma boate na mesma cidade.

Por sinal, seu julgamento já foi autorizado pela Justiça espanhola. Ele pagou uma indenização de danos à vítima, e aguarda a decisão sobre seu futuro. A tendência é que o julgamento aconteça entre o final deste ano e o início de 2024, no máximo. Neste meio tempo, Daniel já teve pedidos de liberdade provisória negados, além de ter trocado de advogados.

A  decisão ocorreu no processo do Banco Safra, que cobrava a Fanfive  em relação a uma dívida de R$ 613 mil. No caso, Daniel foi avalista de um empréstimo realizado pela empresa de música. Ainda em 2021, o grupo tinha divulgado que o jogador seria o diretor de relacionamento. 

O valor do empréstimo, segundo o UOL, seria de R$ 2 milhões, com data de julho de 2022 e com validade até 2025. O montante citado de R$ 613 mil é relativo às parcelas que estavam atrasadas, além dos juros.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

 Junto ao bloqueio das contas da empresa, de Daniel Alves e seus sócios, o juiz Cesar Agusto Vieira Macedo pediu um ofício ao São Paulo, clube no qual o lateral-direito jogou entre 2019 e 2021, visando descobrir se existe algum valor a ser recebido. Caso de fato tenha algo, o montante será destinado uma conta judicial.