Bolsonaro é hostilizado ao marcar presença no jogo SPFC no Morumbi

O ex-presidente Jair Bolsonaro foi uma das quase 50 mil pessoas que compareceram ao Morumbi para acompanhar a emocionante classificação do São Paulo para as quartas de final da Copa do Brasil sobre o Sport Recife. Celebrado por alguns torcedores, Bolsonaro também sofreu com a ira de outra parte da torcida são-paulina.

Presente em um dos camarotes do estádio e repleto de seguranças ao redor, o ex-presidente ouviu inúmeros xingamentos e foi alvo de protestos também nos arredores do Morumbi. Antes da bola rolar, faixas com os dizeres “Bolsonaro racista cagão” e “Bolsonaro porco maldito” foram vistas nas ruas próximas ao estádio.

Indagado sobre a presença do ex-presidente no Morumbi, Julio Casares, mandatário do São Paulo, afirmou que não havia preparado qualquer recepção ao político: “Eu estou sabendo, mas não terá nada para ele. Se vier, será por conta própria. O meu negócio hoje é o jogo”.

Esta foi a primeira vez em que Bolsonaro marcou presença em uma partida do São Paulo. Nos últimos anos, ele ficou marcado por ser presença constante em jogos de Flamengo e Palmeiras. Os camarotes da casa são-paulina ainda contaram com a presença de Tarcísio de Freitas, governador de São Paulo e aliado do ex-presidente.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Apoiadores de Bolsonaro também marcaram presença

Bastante hostilizado, Bolsonaro também ouviu gritos de apoio no estádio do Morumbi. Alguns apoiadores cantaram para que o ex-presidente aparecesse para tirar fotos e distribuir autógrafos, algo que não aconteceu.

A ida ao jogo do São Paulo nesta quinta-feira (01) foi apenas a segunda aparição pública de Bolsonaro desde que retornou ao Brasil, em março, após ter se refugiado por três meses nos Estados Unidos depois que seu mandato na Presidência se encerrou.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.