Bastidores do São Paulo: Casagrande esculacha Rogério Ceni

0

O São Paulo saiu com o empate da NeoQuimica Arena diante do Corinthians, pela 7° rodada do Brasileirão. O resultado impediu que o Tricolor alcançasse a liderança e de quebra acabasse com o tabu de nunca ter vencido no estádio rival.

Um dos personagens da partida ora de forma positiva, ora negativa, foi Rogério Ceni. O técnico são paulino que deu um nó tático em VP no primeiro tempo, teria cometido erros em substituições no segundo, cedendo o empate ao rival.

Um dos críticos a postura de Ceni foi Casagrande, o comentarista da Globo, foi além, e em seu blog na UOL, declarou que não gostou da forma como o treinador se expressou na coletiva pós jogo.

“Também ouvi a coletiva do Rogério Ceni. Como sempre, para mim, não aceita ser contestado e sempre responde como se só ele entendesse de futebol e os jornalistas não entendessem nada”, disparou Casagrande.

Na coletiva Ceni, disse que não acredita estar errado em sua estratégia e que apenas revidou as alterações de VP.

Casagrande chama Ceni de vaidoso

Ainda em sua coluna na UOL, Casagrande continuou a analisar o jogo. Disse gostar do trabalho de Ceni, mas que o treinador peca no excesso de vaidade.

“O São Paulo dominou completamente o primeiro tempo e só o Luciano não estava bem. Mas ele, além de mudar o esquema, fez três alterações numa equipe que fazia uma grande partida. Por quê? Quem tinha que mudar a sua equipe era o Vítor Pereira e não o Rogério. Gosto muito do seu trabalho, mas o seu excesso de vaidade pode lhe atrapalhar no futuro”, avaliou o comentarista.

Ceni recebeu muitas críticas por conta da sua decisão apesar de ter sido muito superior no jogo. A história poderia estar sendo totalmente diferente caso Igor Gomes acertasse a cabeçada no final que iria decretar a vitória aos 48 do segundo tempo.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino e siga o melhor site sobre o Tricolor no Instagram.

- Publicidade -