Barcelona toma medida após Daniel Alves ser condenado

Na última semana, Daniel Alves foi condenado a quatro anos e meio por estupro contra uma muler de 23 anos, em crime cometido ainda no final de 2022, na boate Sutton. Após a decisão do Tribunal Superior de Justiça da Catalunha, o Barcelona retirou Daniel Alves do status de lenda do clube em seu site oficial. 

De acordo com informações divulgadas pelo portal UOL, os catalães já consideram a atitude desde o começo do ano passado, quando o brasileiro foi preso de maneira provisória. 

No site do Barcelona, as lendas são organizadas de acordo com a data em que deixaram o clube. As mais recentes são Jordi Alba e Sergio Busquets, que anunciaram suas saídas depois da temporada passada.  Daniel Alves estava colocado entre Gerard Piqué, que pendurou as chuteiras em novembro de 2022, e Lionel Messi, que anunciou sua saída em agosto de 2021. 

Daniel Alves continuará no museu do Barcelona

Por outro lado, o museu oficial do Barça, localizado no estádio Camp Nou, não retirou as fotos do jogador. Segundo Jordi Penas, atual diretor do local, o museu “não tinha nenhuma referência individual a ele”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“O museu não tinha nenhuma referência individual a ele: nenhuma camiseta, chuteira ou foto em que ele aparecesse sozinho. Por isso, não foi necessário ter esse debate, se seria necessário mudar alguma coisa. Ele continuará aparecendo nas fotos do time campeão da Champions League de Berlim (2015), por exemplo. Porque ele era parte da equipe e não faz sentido, e nem é possível, retirá-lo da foto”, disse.