Banqueiro com mais de R$ 185 bilhões na conta levou melhor jogador do São Paulo

Campeão da Copa do Brasil e com vaga assegurada para a Copa Libertadores da América, o São Paulo iniciou o seu planejamento para o ano de 2024 com um duro golpe: a perda do zagueiro Lucas Beraldo para o multimilionário Paris Saint-Germain. Por lá, o “made in Cotia” não demorou para se adaptar e é constantemente titular.

Dono de 17 partidas desde sua chegada à França, Beraldo já foi bastante elogiado pelo técnico Luis Henrique e conquistou suas primeiras convocações para a Seleção Brasileira no último mês. Com adaptação relâmpago, o jovem tem feito valer o investimento de 20 milhões de euros (R$ 107 milhões) realizado pelos franceses.

O valor não chegou a fazer cócegas aos homens que hoje controlam o futebol do PSG. CEO da QSI (Qatar Sports Investments) e atual presidente do clube, Nasser Al-Khelaïfi é uma pessoa bem próxima ao Emir, o xeique Tamim bin Hamad al-Thani, chefe do fundo de riqueza soberana Autoridade de Investimento do Catar.

Hamad al-Thani, que chegou a realizar uma proposta para comprar o Manchester United, é um dos responsáveis pelo aporte milionário realizado pelo país do Oriente Médio ao Paris Saint-Germain. Membro da família real do Catar, ele tem forturna avaliada em R$ 185 bilhões.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.