Bahia não para de contratar reforços para ajudar Rogério Ceni

Depois da permanência garantida na Série A do Campeonato Brasileiro, o Bahia não está para brincadeira em 2024. O clube vem adotando uma postura agressiva no mercado e vem contratando diversas estrelas a pedido do técnico Rogério Ceni, tais como Everton Ribeiro, Jean Lucas e Caio Alexandre. Por sinal, o próprio clube anunciou mais um reforço.

Trata-se de Guilherme Torres, que trabalhava como coordenador metodológico das categorias de base do Fluminense desde 2017. O anúncio foi feito através das redes sociais do clube de Salvador.

Segundo o site oficial do Bahia, Guilherme será o novo Gerente Técnico-Metodológico do clube, e sua função principal será de ajudar na integração entre o Bahia e as categorias de base. Ou seja, ele será uma ponte para a formação de jovens e ajudá-los na transição para o time profissional, no futuro.

“Guilherme Torres é um profissional com muita experiência, com passagens por grandes clubes, Seleção Brasileira, instrutor da CBF, com trabalhos junto à FIFA e que conheço há muito tempo. Ele é um dos principais nomes do mercado brasileiro e mundial da base. Guilherme vai nos ajudar neste processo de construção da filosofia, da forma de jogar, de construção de uma imagem, de uma marca, de uma forma de jogar, de todo um processo técnico e metodológico, alinhado com o projeto que o CFG tem para as academias de seus clubes”, disse o Diretor Executivo da Base, Marcelo Teixeira.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Aos 40 anos, Guilherme foi um dos responsáveis por formar diversos jovens no time do Fluminense nos últimos anos, tais como André, Martinelli, John Kennedy, Biel, Alexsander, Luiz Henrique, Kayky, João Pedro, Evanilson, entre muitos outros. O Flu acabou campeão do Brasileirão Sub-17 e do Carioca Sub-20 com os serviços de Guilherme. Atualmente, ele também é instrutor da CBF Academy nas Licenças de Treinadores. 

“O projeto do Bahia que me foi apresentado é muito audacioso, desafiador, organizado e com um intercâmbio de conhecimento constante com o CFG e clubes do grupo. Isso me deixou muito motivado a aceitar esse convite para colaborar na reestruturação, na transformação da base e na evolução de um clube com muita história e tradição no cenário nacional”, disse o profissional.