Atleta de R$ 700 milhões foi rebaixado após deixar o São Paulo

Ainda sob o mandato do ex-presidente Leco, o São Paulo acertou a venda definitiva do atacante Antony, criado e formado nas categorias de base de Cotia. Havia muita expectativa sobre o jovem, ainda mais depois de sua ótima passagem pelo Ajax, da Holanda. Com ascensão estratosférica, foi vendido ao Manchester United por quase R$ 700 milhões. 

Contudo, o atacante ainda não se adaptou a Premier League, e vem sendo alvo de criticas severas dos torcedores e também da imprensa. O atleta foi alvo do ex-jogador e lenda do Milan e Ajax, Marcos Ban Basten, que o comparou a Mohammed Kudus, seu substituto no clube holandês que foi vendido recentemente ao West Ham, da Inglaterra. 

“O Antony tem seus dribles, mas se confunde com as coisas que tenta fazer. O Kudus tem uma técnica muito melhor e sabe o que faz. O Antony pode ser mais rápido, mas o Kudus é mais inteligente e mais técnico. Ele é muito mais jogador, pode colocá-lo em qualquer lugar do campo. É mais divertido vê-lo jogar”, disse Van Basten.

Antony vive, possivelmente, a pior fase de sua carreira. O jogador passou por problemas pessoas neste ano, ao ser acusado de agressão a sua ex-namorada Gabriela Cavallin. Chegou a ser cortado da Seleção Brasileira e também do próprio Manchester United.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Retornou as atividades do clube e mesmo assim não rende o esperado. Em 18 partidas nesta temporada, não marcou nenhum gol ou distribuiu alguma assistência. Na temporada passada foram 44 jogos disputados, oito gols marcados e três assistências.

Apesar da confiança do técnico Erik Ten Hag, com quem trabalhou no Ajax, a situação do jogador piora junto a fase do United. O clube terminou em ultimo lugar de seu grupo na Liga dos Campeões da Europa, sendo eliminado ainda na primeira fase. Os adversários eram Bayern de Munique (Alemanha), Galatasaray (Turquia) e Copenhagen (Dinamarca).