Até quando vai o contrato de Zubeldía com o São Paulo?

Após a demissão de Thiago Carpini, o São Paulo agiu rápido e foi atrás da contratação do técnico Luis Zubeldía, de 43 anos de idade. O treinador vem do melhor trabalho de sua carreira e espera repetir os êxitos no Tricolor.

“Estou muito feliz e confiante com este novo desafio. Os objetivos do São Paulo coincidem com os objetivos da nossa comissão técnica. Desejamos dar muitas alegrias à torcida tricolor paulista e poder fazer parte da prestigiosa história do clube”, disse o técnico.

Zubeldía estava livre no mercado desde a sua saída da LDU de Quito no final do ano passado. Sua saída foi bastante sentida pelos torcedores equatorianos, já que o clube ofereceu uma renovação de contrato, mas o argentino acabou recusando por querer seguir novos caminhos. 

 O argentino já estava no radar do São Paulo desde janeiro, quando Dorival Júnior se tornou o treinador da Seleção Brasileira. Todavia, as conversas não andaram. Definitivamente contratado, o treinador assinou um vínculo com o Tricolor até o final de 2025.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O atual campeão da Copa Sul-Americana e do Campeonato Argentino já fez a sua estreia pelo Soberano, e espera colher resultados positivos em breve. Isso porque a equipe quer lutar em todas as frentes, seja na Libertadores da América, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

Junto a Zubeldía, chegam os auxiliares Maxi Cuberas, Carlos Gruezo e Alejandro Escobar, o preparador físico Lucas Vivas e o analista Carlos Burbano. A comissão deve custar cerca de R$ 1 milhão por mês ao São Paulo, 50% a mais dos custos mensais com a equipe de Thiago Carpini.

Zubeldía já eliminou o São Paulo em duas oportunidades no pasado

Zubeldía já conhecia o Tricolor em outras oportunidades. Eliminou o SPFC na Copa Sul-Americana em pleno MorumBis pelo Lanús, da Argentina. Na temporada passada, bateu o São Paulo nas quartas de final da Sul-Americana, nos pênaltis. Já dirigiu diversas equipes como Barcelona de Guayaquil, Racing, Santos Laguna, Independiente Medellín, Alavés e Cerro Porteño.