Uma história interessante envolvendo o Goleiro Bruno

Ainda em 2010, o Flamengo foi castigado pelo América, do México, e se despediu da Libertadores de forma melancólica em pleno Maracanã. Na ocasião, o destaque da partida foi o atacante paraguaio Salvador Cabañas, que marcou dois gols, enquanto Esqueda foi o autor de mais um.

O Rubro-Negro contava com alguns jogadores emblemáticos em seu plantel, tais como Kléberson, Obina, Ronaldo Angelim, e claro, o goleiro Bruno, condenado a prisão após o assassinato da modelo Eliza Samudio, com quem teve um filho. 

O Flamengo havia vencido o duelo de ida por 4 a 2, e apenas um “milagre” tirava a classificação da equipe em sua própria casa. No caso, o pior aconteceu, e cerca de 50 mil torcedores foram surpreendidos.

 Isso porque depois de conquistar o Campeonato Brasileiro do ano anterior, os cariocas eram apontados como um dos favoritos a levantar a taça da América. Todavia, Cabañas estragou a festa e fez até Bruno chorar após a desclassificação. Confira no vídeo abaixo:

Algoz do Flamengo levou tiro na cabeça e nunca mais foi o mesmo

Autor de dois dos três gols que selaram a eliminação do Flamengo naquela edição da Libertadores, Salvador Cabañas, figura emblemática do futebol paraguaio, levou um tiro em após uma discussão em um bar na Cidade do México.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O atleta foi extremamente importante na classificação do Paraguai para a Copa do Mundo de 2010, feito que até hoje a seleção não conseguiu novamente. No Mundial da África do Sul, os paraguaios foram eliminados pela Espanha (campeã do torneio) nas quartas de final.

O jogador levou o tiro justamente quando vivia o auge de sua carreira, e apesar de ter sobrevivido, nunca mais foi o mesmo. Passou por um tratamento sério para se recuperar, e ainda defendeu clubes menores como o 12 de Octubre e o General Caballero. Chegou a defender o Tanabi, que integrava a quarta divisão do Campeonato Paulista.