Atacante do São Paulo foi pego no doping e surpreendeu a torcida

Considerado na época uma das maiores promessas da América do Sul, o atacante Gonzalo Carneiro foi contratado pelo São Paulo ainda em 2018. Na época, sua transferência gerou uma enorme expectativa da torcida. 

O Tricolor paulista desembolsou 800 mil dólares (cerca de R$ 2,6 milhões na época) pelos serviços do jogador junto ao Defensor Sporting. Assinou um vínculo até 30 de março de 2021, e disputou somente 34 partidas no período, com dois gols marcados.

Entretanto, nem tudo foi conforme o planejado, e o jogador sofreu muito com lesões repentinas e frequentes. O choque tanto para a diretora e comissão técnica quanto para os tricolores foi quando Carneiro foi pego no doping em 2019. 

O jogador falhou no exame em abril de 2019, quando a Federação Paulista de Futebol (FPF) encontrou resquícios de cocaína em seu sistema. Após o resultado positivo, o jogador efetuou uma contraprova, que confirmou a suspeita. O atleta passou um longo tempo afastado dos gramados. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Após retornar às atividades, Gonzalo Carneiro disputou mais 10 jogos pelo São Paulo, sendo dois deles como titular, sob o comando do interino Marcos Vizolli, após a demissão de Fernando Diniz. Iniciou em um duelo contra o Grêmio, quando foi bem e recebeu elogios da torcida, e contra o Palmeiras, quando se lesionou nos primeiros minutos do jogo, e nunca mais atuou pelo clube novamente.  Atualmente ele defende o Nacional, do Uruguai, clube no qual disputou 12 partidas e marcou quatro gols.