Após 2 meses preso, Robinho passa a fazer parte de clube

Ídolo do Santos e dono de passagens marcantes por Real Madrid, Manchester City, Milan, Atlético-MG e Seleção Brasileira, o ex-atacante Robinho, hoje com 40 anos, foi o grande assunto dentro da Justiça brasileira nos últimos meses. Tudo graças a decisão do Superior Tribunal de Justiça em validar a sentença por estupro na Itália.

Em 2013, quando ainda defendia as cores do Milan, Robinho foi acusado de estupro coletivo. Já em 2022, a Justiça da Itália condenou o brasileiro a nove anos de prisão em regime fechado após o caso passar pela terceira instância do país europeu. Como o Brasil não extradita seus cidadãos, o ex-jogador permaneceu livre desde então.

Mas o caso ganhou novidades no fim de março, com o STJ homologando a decisão de permitir que Robinho cumpra a pena no Brasil por nove votos a dois. Desde então, o ídolo santista está preso na Penitenciária 2 de Tremembé, no interior de São Paulo. Completando dois meses detido, o ex-jogador virou notícia nesta semana.

Segundo informações do portal Terra, Robinho passa por uma mudança brusca em sua vida após ida para cadeia, com a principal delas sendo o ingresso em um clube de leitura. De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), o grupo influencia a movimentação de 500 empréstimos de livros mensalmente.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Além disso, o ex-atacante se inscreveu para concorrer a uma vaga na Fundação Professor Doutor Manoel Pedro Pimentel (Funap), instituição que disponibiliza cursos e oficinas para detentos do estado de São Paulo. Ele também ingressou em um curso profissionalizante de Eletrônica Básica, Rádio e TV, do Instituto Universal Brasileiro (IUB).

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.