Alexandre Pato “mandou” Paolo Guerrero embora

Décimo maior artilheiro do São Paulo neste século, o atacante Alexandre Pato, de 34 anos, contou com uma conturbada passagem pelo rival Corinthians antes de se tornar xodó dos são-paulinos. Contratado por 15 milhões de euros (em torno de 40 milhões de reais na cotação de 2013), o jogador pouco atuou no Parque São Jorge.

Grande estrela do então campeão mundial, Pato deixaria o Corinthians rumo ao São Paulo, por empréstimo, em fevereiro de 2014 após acumular decepções e polêmicas no rival. Uma delas foi revelada pelo ex-presidente Mário Gobbi em recente entrevista para o jornalista André Hernan no videocast Zona Mista, do UOL Esporte.

Segundo o ex-dirigente, Pato motivou a saída do peruano Paolo Guerrero do Alvinegro por ciúmes: “Quando o Pato chegou, o Guerrero ficou bicudo. Ficou sim com ciúmes. Ele não se conformava de ser o artilheiro e o Pato ganhar mais que ele. Daí prometemos que sentaríamos para um novo contrato, mas ele foi vingativo”.

Mário Gobbi ainda concluiu a revelação: “Na renovação, já conduzida pelo Roberto de Andrade, o salário estava acertado. Mas aí o Guerrero pediu 7 milhões de dólares em luvas e à vista. Conseguimos chegar aos 5 milhões, mas de forma parcelada. Ele não quis. Foi aí que ele recebeu a proposta do Flamengo e decidiu sair.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Pato está em seleta lista do São Paulo

“Alvo” das revelações de Mário Gobbi, ex-presidente do Corinthians, o atacante Alexandre Pato está em uma seleta lista do São Paulo. Com 49 gols marcados em três passagens pelo Morumbi, ele é o décimo maior artilheiro do clube neste século.

Pato só é superado por Kaká (51), Borges (54), Hernanes (56), Dagoberto (61), Jonathan Calleri (65), Luciano (69), França (69), Rogério Ceni (112) e Luis Fabiano (212). Atualmente, Pato está livre no mercado após não renovar seu contrato com o São Paulo em dezembro.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.