Acabou o amor, clima esquenta e torcida do Flamengo vai atrás de jogadores antes da final contra SPFC

Antes de se enfrentarem pela partida de ida das finais da Copa do Brasil, marcada para o próximo domingo, dia 17, Flamengo e São Paulo terão compromissos pelo Campeonato Brasileiro. Ambas as equipes entram em campo na noite desta quarta-feira (13) para enfrentarem, respectivamente, Athletico-PR e Internacional pela 23ª rodada.

E se o clima dentro do São Paulo é de extrema expectativa pela decisão e a possibilidade de enfim conquistar o título da Copa do Brasil pela primeira vez em sua história, do lado do Flamengo a situação é bem diferente. Tanto que o time comandado pelo técnico Jorge Sampaoli foi alvo de intensos protestos na noite desta terça-feira (12).

Sem poder atuar no Maracanã, já que o estádio está interditado para melhorias no gramado, o Rubro-Negro mandará a partida frente ao Furacão no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo. A chegada ao estado vizinho, normalmente com festa da torcida, esteve bem longe de ser pacífica.

Indignado com os péssimos resultados alcançados na atual temporada, um grupo de torcedores provocou tumulto na porta do hotel onde a delegação do clube permanecerá na capital Vitória. Gritos como “a Copa do Brasil virou obrigação”, “acabou o amor, isso aqui vai virar um inferno” e “time sem vergonha” foram entoados.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Jogadores do Flamengo foram criticados por capixabas

Alguns dos presentes na chegada do elenco do Flamengo ao Espírito Santo não gostaram nem um pouco da forma como foram tratados por parte dos jogadores do clube. Presente no local, Maria Lúcia, moradora de Cariacica, não poupou críticas após ver seus filhos sendo “ignorados” pelo grupo flamenguista após três horas de espera.

“Para nós foi uma vergonha. Esperava muito mais deles aqui, deixaram a desejar. Foi como uma derrota, como se fosse o time perdendo o jogo. Achei muito horrível da parte deles. Tinha que parar, dar pelo menos um tchauzinho, e passaram correndo. A gente veio para dar apoio e eles fazem isso? Não foi bonito da parte deles”, reclamou.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.