Abel Ferreira se diz prejudicado para a Supercopa

Neste domingo (4), São Paulo e Palmeiras irão se enfrentar em mais uma edição da Supercopa do Brasil. O apito inicial está previsto para às 16h, no Mineirão, em Belo Horizonte. Em caso de empate no tempo normal, o campeão será decidido após uma disputa de pênaltis.

Em seu último confronto, na terça-feira (30), o Tricolor venceu o Corinthians por 2 a 1 na Neo Química Arena. Os gols de Jonathan Calleri e Luiz Gustavo serviram para quebrar o incômodo tabu de jamais ter vencido em Itaquera, estádio inaugurado em 2014.

Do outro lado do muro, o Palmeiras triunfou em cima do Red Bull Bragantino nesta quarta (31), também fora de casa. O técnico Abel Ferreira optou por escalar um time alternativo, já pensando na decisão contra o SPFC.

Depois da vitória, Abel compareceu a tradicional coletiva de imprensa pós-jogo. Questionado sobre o Choque-Rei, o português reclamou sobre ter um dia a menos na preparação para a decisão, já que ambos fazem parte da mesma federação (FPF).

“Infelizmente, vamos ter menos um dia para preparar para esse jogo. Só vamos começar a preparar a partir de amanhã. A forma como foram duas equipes da Federação Paulista que irão disputar a Supercopa… Isso já se sabia desde o ano passado, mas infelizmente vamos ter menos um dia para nos preparar para esse jogo“, disse Abel.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Abel fala sobre Thiago Carpini

Em relação ao adversário, Abel foi perguntado sobre o duelo particular entre ele e Thiago Carpini, que assumiu o Tricolor recentemente após a saída de Dorival Júnior da Seleção Brasileira. Ele descartou ser uma disputa particular com o treinador do Tricolor, ressaltando o clássico entre as equipes.


“Tenho que ter muito cuidado com aquilo que vou dizer (risos). Ele conhece mais aquilo que eu faço do que eu a ele, eu sei. Acho que é um jovem treinador com muita capacidade. “Domingo estamos lá para ajudar os nossos clubes, não sou eu contra ninguém. É o Palmeiras contra o São Paulo como sempre foi. Sei que vocês gostam dessa rivalidade, não é problema meu. Se eu ganhar, vai ser normal. Se eu perder… não vou abrir, vocês são jornalistas e vão fazer seus trabalhos”, comentou o atual bicampeão brasileiro.