Abel Ferreira passa praticamente impune em julgamento no STJD por péssima atitude

Denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após tomar o celular de um jornalista nos vestiários do Mineirão, onde o Palmeiras enfrentou o Atlético-MG no dia 28 de maio pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Abel Ferreira foi enfim julgado pelo órgão. Nesta terça-feira (27), o português foi punido com um jogo de suspensão.

Na ocasião, o treinador palmeirense tomou o celular das mãos do jornalista Pedro Spinelli, da Globo Minas. O profissional, que filmava uma intensa discussão entre Anderson Barros, diretor de futebol do Palmeiras, e Ronei Cândido Alves, quarto árbitro da partida, foi surpreendido quando Abel decidiu tomar o aparelho de suas mãos.

O português só devolve o celular para Spinelli após perceber que está sendo filmado por outro jornalista, este da Rádio Itatiaia. Pela ação, o técnico foi enquadrado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Despostiva (CBJD), que aborda sobre “assumir qualquer conduta contrária à disciplina e à ética desportiva”.

Levando apenas um jogo de suspensão, Abel Ferreira será desfalque para o Palmeiras no próximo fim de semana. No domingo, às 16 horas (de Brasília), o Alviverde enfrenta o Athletico-PR na Arena da Baixada. Antes, a equipe tem compromisso pela Copa Libertadores na noite de quinta-feira (29) contra o Bolívar.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Abel Ferreira pediu desculpas por comportamento

Punido com um jogo graças ao comportamento pouco profissional com o jornalista Pedro Spinelli, da Globo Minas, Abel Ferreira chegou a pedir desculpas pelo ocorrido em entrevista coletiva ainda no estádio do Mineirão há um mês.

“Passou-se aqui uma discussão, uma confusão ali no túnel, entre nosso diretor esportivo e um dos assistentes da arbitragem. E tinha ali, não sei se repórteres, a filmarem tudo. Eu peço desculpas se me excedi. São coisas do futebol, isso é muito nosso, mas infelizmente hoje todos têm câmeras. Peço desculpas se me excedi”, disse na época.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.