Abel Ferreira não perdoou dirigente do São Paulo, aponta portal

Um vídeo vazado nas redes sociais ao longo desta terça-feira (12) voltou a reacender as polêmicas em torno do clássico entre São Paulo e Palmeiras, disputado no início do mês. Nele, Carlos Belmonte, diretor de futebol do São Paulo, pede desculpas a Abel Ferreira, comandante do Alviverde, por tê-lo chamado de “português de merda”.

A fala do dirigente são-paulino foi ouvida em alto e bom som durante a enorme confusão que se instaurou nos vestiários do Estádio do MorumBIS após o empate por 1 a 1 no Choque-Rei. Insatisfeito com a polêmica arbitragem de Matheus Delgado Candançan, Belmonte acusou o técnico rival de apitar as partidas.

Belmonte desculpas
Carlos Belmonte, diretor de futebol do São Paulo, pede desculpas a Abel Ferreira, do Palmeiras — Foto: Reprodução

No vídeo, o diretor pede desculpas pelas palavras utilizadas: “Estou aqui para fazer um pedido de desculpas ao técnico Abel Ferreira. No calor, ao final da partida entre São Paulo e Palmeiras, acabei proferindo uma frase inadequada. Naquele momento, eu buscava identificá-lo ao árbitro. Mas de novo, a frase foi inadequada”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Segundo informações da ESPN, o vídeo teria sido gravado após um acordo com o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). Punido, Belmonte foi obrigado a pedir desculpas, além de receber uma multa de R$ 50 mil e ser impedido de frequentar estádios por 30 dias.

De acordo com o portal Trivela, a gravação chegou até Abel Ferreira, mas o pedido de desculpas não amoleceu o técnico. Pessoas ligadas ao português afirmam que Abel espera uma punição ainda mais grave ao dirigente do São Paulo. Em recente entrevista, o português deixou em aberto a possibilidade de processá-lo.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.