Corinthians decidiu contratar ex-jogador que estava processando o clube

Histórico rival do São Paulo, o Corinthians estará sob nova direção à partir de janeiro com o mandato de Duilio Monteiro Lopes chegando ao fim nas próximas semanas. Eleito para o triênio de 2024 até 2026, o empresário Augusto Melo, de 59 anos, se prepara para se tornar o novo mandatário do Alvinegro e já trabalha nos bastidores.

Com o time comandado por Mano Menezes encerrando qualquer possibilidade de rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro com a excelente vitória por 4 a 2 sobre o Vasco da Gama na última terça-feira (28), Melo já pensa no planejamento corintiano para 2024. E um ex-jogador já surge como nome certo na empreitada.

Zagueiro campeão pelo clube na última década, Chicão assumirá o cargo de coordenador de futebol do Corinthians, fazendo a integração entre as categorias de base e elenco profissional. A confirmação foi feita pelo próprio presidente: “Ele vai fazer parte da integração, que é o trabalho que eu fazia como assessor com o Alessandro”.

Curiosamente, o agora ex-zagueiro tornou-se ‘persona non grata’ dentro de boa parte da política do clube. Desde 2014, Chicão move uma ação que tramita na Justiça do Trabalho contra o Corinthians. Na ocasião, ele cobrou cerca de R$ 2 milhões em indenizações. Algo que, segundo o próprio ex-jogador, será resolvido nos próximos dias.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Quando o presidente Augusto me fez o convite, a primeira coisa que falei para ele é que gostaria de retirar a ação. Ela estava para ser executada, falei para meu advogado que não precisa executar. Falei para retirar essa ação, é um lugar que quero trabalhar de coração”, afirmou.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.