6 jogadores precisam ser reavaliados no São Paulo

Após a demissão de Thiago Carpini, o São Paulo correu para anunciar Luis Zubeldía como novo treinador da equipe. O argentino de 43 anos vinha de sua melhor temporada como treinador no comando da LDU de Quito, vencendo a Copa Sul-Americana e o Campeonato Equatoriano do ano passado.

E mesmo em tão pouco tempo no Morumbi, seu trabalho vem sendo elogiado nos bastidores. Por sinal, o argentino deverá implantar algumas mudanças em relação a Thiago Carpini. De acordo com informações divulgadas por Alexandre Zanquetta, do Blog do São Paulo, Zubeldía deve observar de perto alguns jogadores que estavam “encostados” e que não atuavam sob o comando de Carpini.

“Com a saída de Carpini e a chegada de Zubeldia, uma nova vida para os velhos titulares e principais atletas, mas também para jovens reforços e jovens da base. Muitos nomes precisam ser avaliados como Sabino, Bobadilla, Rodriguinho, Belém, William Gomes, Henrique…tem muita gente”, divulgou Zanquetta,

A comissão técnica do argentino deve acompanhar de perto a situação de cada um desses para avaliar seus futuros. Ou seja, pode tanto ganhar mais minutos ou até serem emprestados na próxima janela de  interferências. Uma das virtudes elogiadas nos trabalhos de Zubeldía é seu trabalho com a base, ou seja, jovens de Cotia como Rodriguinho, William Gomes e Henrique podem ganhar rodagem.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Sabino sequer estreou pelo SPFC

Contratado a custo zero após saída do Sport, Sabino deve ser muito observado nas próximas semanas. Isso porque o zagueiro sequer fez sua estreia pelo Tricolor e possui contrato até junho. Assinou um vínculo de produtividade por conta de uma lesão no pé, mas até agora não teve chances de demonstrar seu valor.

“Sabino, por exemplo, tem que jogar e ser avaliado até Junho, senão pode ir embora sem nem jogar. Ele só tem 3 meses e produtividade envolvida. Zubeldia ainda disse que mesmo que joguem menos, muitos jogarão e terão suas oportunidades, precisam estar prontos”, prosseguiu Zanquetta.