5 piores contratações do São Paulo no século

Ao longo dos últimos anos, o São Paulo passou por diversas situações dentro das quatro linhas. O clube chegou a brigar pelo rebaixamento em 2017, mas também conquistou muitas glórias, como nos anos 2000, e mais recentemente voltou ao protagonismo com os títulos da Copa do Brasil e da Supercopa Rei.

Fora de campo, as gestões acabaram sendo muito criticadas pela torcida, muito pela sua atuação no mercado de transferências. Ao longo dos anos, o Tricolor contratou diversos nomes que não deixaram saudades no torcedor.

Daniel Alves

O primeiro deles é Daniel Alves. Não poderia ser outro. Apesar de ter desembarcado no Morimbis a custo zero, em 2019, seu salário girava em torno de R$ 1,5 milhão por mês, algo que não era compatível com a saúde financeira do clube.

Acabou ficando até 2021 e se envolvendo em diversas polêmicas, irritando tanto a torcida quanto a diretoria. Assinou uma rescisão de contrato na qual obrigava o SPFC a pagar cerca de R$ 25 milhões nos próximos anos a ele, de forma parcelada.

Gonzalo Carneiro

Carneiro foi contratado com uma grande promessa do futebol uruguaio. Os tricolores ficaram empolgados, visto a tradição do clube com atletas nessa nacionalidade. Ele esteve longe de fazer um bom trabalho, saindo do clube após marcar dois gols. Sua passagem envolve diversas lesões e um afastamento após doping por cocaína.

James Rodríguez

Contratação mais recente da lista, James deixou muito a desejar. Ganhando entre R$ 1 milhão e R$ 1,5 milhão por mês, a estrela com passagens pelo Real Madrid e Bayern de Munique só atuou em 14 partidas, acumulando um gol e quatro assistências. Perdeu o pênalti decisivo que eliminou o Tricolor na Copa Sul-Americana, e pediu para rescindir o contrato por falta de oportunidades.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Clemente Rodríguez

Lembrado por muitos torcedores, o lateral-esquerdo argentino chegou sob o status de titular absoluto da equipe tricampeã do mundo. Contudo, não correspondeu, e deixou o clube após três jogos disputados. Por sinal, ele conseguiu a façanha de ter sido expulso em sua estreia.

Lucio

O zagueiro pentacampeão do mundo chegou ao Tricolor sob muita esperança da torcida, já que havia passado mais de uma década atuando nos melhores times da Europa (Bayern de Munique, Inter de Milão e Juventus). Desembarcou no Morumbis em 2013, mas saiu no final do ano após problemas com o treinador.

O episódio mais lembrado foi durante as oitavas de final da Libertadores de 2023. O Tricolor enfrentou o Atlético-MG, em casa, e vencia por 1 a 0. Lucio foi expulso e acabou prejudicando a equipe, que tomou a virada e foi desclassificada após o jogo de volta.