4º dono de time mais rico do Brasil quer contratar jogador do São Paulo

O futebol brasileiro viu a política da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) se tornar uma realidade à partir de agosto de 2021, quando foi aprovada a nova legislação do esporte no país. Desde então, grandes clubes como Bahia, Botafogo, Cruzeiro e Vasco da Gama optaram por deixar as dívidas para trás e apostar na nova política.

Com o movimento, empresários milionários agora investem suas respectivas fortunas em contratações. É o caso do norte-americano John Textor, de 58 anos. Dono da SAF do Botafogo, para quem topou pagar R$ 400 milhões, o empresário é o quarto dono de time mais rico do Brasil e está de olho em um atleta do São Paulo.

Atrás apenas de Mark Mateschitz, do RB Bragantino, de Mansour bin Zayed Al Nahyan, do Bahia, e Leia Pereira, do Palmeiras, Textor quer a contratação do lateral-esquerdo Welington, titular do São Paulo em 2024. Segundo informação do jornalista Thiago Fernandes, do portal Goal, o clube carioca fará uma proposta pelo jogador.

Com contrato válido somente até dezembro, Welington poderá assinar um pré-contrato à partir de julho e é nisto que o Botafogo está de olho. Em 2022, o Alvinegro utilizou desta mesma tática para conseguir a contratação do goleiro Lucas Perri, cria do São Paulo. Enquanto isso, o Tricolor ainda mantém conversas para renovar com o lateral.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Confira os donos de clubes mais ricos do Brasil

  1. Mark Mateschitz – RB Bragantino – Fortuna avaliada em R$ 192 bilhões
  2. Mansour bin Zayed Al Nahyan – Bahia – Fortuna avaliada em R$ 146 bilhões
  3. Leila Pereira – Palmeiras – Fortuna avaliada em R$ 8 bilhões
  4. John Textor – Botafogo – Fortuna avaliada entre R$ 4 bilhões e R$ 7 bilhões
  5. Ronaldo Fenômeno – Cruzeiro – Fortuna avaliada em R$ 1 bilhão

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.