2º reforço mais caro da história do Palmeiras saiu de graça do São Paulo


Além dos inúmeros títulos, o São Paulo é amplamente reconhecido por ser uma potência na formação de atletas. Cotia se tornou um trunfo para o Tricolor tanto dentro de campo quanto fora dele, através de vendas para a Europa. Entretanto, alguns acabam não dando certo no Tricolor mas brilham em outras equipes.

É o caso do meia Maurício , do Palmeiras, e do zagueiro Kaique Rocha, do Athletico-PR. A página “Aspirantes SPFC”, mo X (antigo Twitter), divulgou uma foto da dupla nos tempos em que representavam Cotia. Ambos saíram sem ao menos estrearem pela equipe principal.

Enquanto o segundo é titular absoluto do Athletico, o primeiro brilhou pelo Internacional e se tornou a segunda contratação mais cara da história do Palmeiras. Ele foi comprado por  10,5 milhões de euros (R$ 62,1 milhões na cotação atual).

Anteriormente, a negociação mais cara do clube havia sido o atacante Flaco Lópes. Em 2022, o argentino foi comprado por 9,5 milhões de euros. Enquanto isso, o colombiano Borja continua sendo o atleta mais caro da história do Alviverde, que desembolsou 12 milhões de euros pelos seus serviços. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Utilizando como base apenas jogadores que foram transferidos entre clubes brasileiros, Maurício superou o meia-atacante Artur, que em 2023, foi contratado por 8 milhões de euros. 

Enquanto isso, o Palmeiras segue aproveitando de seus cofres para anunciar novas contratações. Depois da saída de Endrick e da venda de Estevão, o clube também anunciou o atacante Felipe Anderson, que estava na Lazio, da Itália.