10 maiores folhas salariais do clubes do Brasileirão Série A

O Campeonato Brasileiro retornou com tudo após a paralisação geral da CBF por conta das enchentes no Rio Grande do Sul. O Flamengo é o atual líder com 14 pontos, um à frente de uma série de equipes como o Athletico-PR, Atlético-MG, Bahia, São Paulo e Botafogo

A equipe comandada pelo técnico Tite visa tirar proveito de seu elenco qualificado e vencer alguns troféus neste ano, já que passou em branco em 2023. Por sinal, o Rubro-Negro foi derrotado pelo São Paulo na final da Copa do Brasil.

Enquanto o carioca tem a maior folha salarial entre todos os clubes que disputam a Série A do Brasileirão, o Tricolor tem apenas a sétima. A folha do Flamengo bate na casa dos R$ 35 milhões, enquanto a do SPFC chega a R$ 16 milhões. A informação foi divulgada através de um levantamento da Coluna Financeira. 

O Palmeiras, que colheu frutos nos últimos anos com diversos títulos, vem logo atrás do Flamengo, com vencimentos avaliados em R$ 30 milhões. O Corinthians, que vive uma crise interna atualmente, fecha o pódio, com R$ 20,9 milhões.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Vale lembrar que o Alvinegro teve seu patrocínio máster rompido recentemente por conta de denúncias de um possível esquema de repasse de dinheiro a uma empresa “laranja”. Ou seja, parte da renda total do clube diminuirá.

Por fim, Atlético-MG e Internacional (R$ 17,5 milhões) ocupam o quarto e o quinto posto do levantamento. A grande surpresa é em relação a folha salarial do Vasco da Gama, que é de R$ 17 milhões e está em sexto lugar. O clube lutou até a última rodada contra o rebaixamento na temporada passada e investiu pesado no elenco para fazer um bom 2024.

Top-10 das folhas salariais dos times da Série A

  • 1 – Flamengo – R$ 35 milhões
  • 2 – Palmeiras – R$ 30 milhões
  • 3 – Corinthians – R$ 20,9 milhões
  • 4 – Atlético-MG – R$ 17,5 milhões
  • 5 – Internacional – R$ 17,5 milhões
  • 6 – Vasco – R$ 17 milhões
  • 7 – São Paulo – R$ 16 milhões
  • 8 – Grêmio – R$ 14,5 milhões
  • 9 – Botafogo – R$ 13,7 milhões
  • 10 – Cruzeiro – R$ 12 milhões

Fonte: Coluna Financeira